sexta-feira, 4 de setembro de 2015

Decálogo para fomentar o amor pela leitura (para professores)

Após uma longa pausa, recomeço com algo que me parece importante, dado o início iminente de um novo ano letivo e o regresso, esta semana, à escola da maior parte dos docentes. Este decálogo que vos deixo foi inspirado noutro da escritora Annalisa Strada que o partilhou aquando da sua comunicação em Março deste ano na Feira do Livro Infantil de Bolonha. Quando comecei a traduzir o texto da autora italiana, que se dirige aos alunos, apercebi-me de que o que eu queria publicar era outro decálogo. Baseei-me no seu, na estrutura e nas ideias, mas pretendi falar com os professores, sem os laivos sarcásticos do texto de Annalisa Strada. 


DECÁLOGO PARA FOMENTAR O AMOR PELA LEITURA

1. Lê, lê muito. Só assim farás com que leiam.
2. Lê sempre antes de dares a ler.
3. Não faças perguntas para saberes se leram, estás a perder tempo. Para isso, existem os exercícios do manual.
4. Abandona as fichas de leitura, esse presente envenenado.
5. Dá a ler mais do que os clássicos. Confia nos bons editores, no teu bom gosto e no dos teus alunos.
6. Não há géneros melhores do que outros. Varia bastante para que os teus alunos possam mais facilmente encontrar o livro certo.
7. Os teus alunos não são novos demais ou grandes demais para ler certos livros. Mas se precisarem do teu apoio, sê ponte.
8. A leitura em sala de aula nunca é uma perda de tempo, mas uma oportunidade de concentração, descoberta e sonho.
9. Não trates os livros como peças de museu. Dessacraliza-os para que façam parte do quotidiano dos teus alunos.
10. O preço não é desculpa para não ler. Um bom livro custa quanto uma semana de raspadinhas e euromilhões. Além disso, há por aí tantas e tão boas bibliotecas onde ler ainda é grátis!

Sem comentários:

Publicar um comentário