sexta-feira, 30 de setembro de 2016

OS BONS LIVROS

Na semana em que nos EUA se celebra a liberdade de ler com a "Banned Books Week" (Semana dos Livros Banidos) e no dia em que em Cuenca (Espanha) termina o Congresso Internacional "Censuras y Literatura Infantil y Juvenil", creio ser extremamente importante partilhar as palavras (minha tradução) ditas pelas crianças neste vídeo realizado pelo CEPLI, Centro de Estudios de Promoción de la Lectura y Literatura Infantil, da Universidade de Castilla La Mancha:
 
 
"Os livros, os bons livros, entretêm-nos. Assustam-nos, divertem-nos, emocionam-nos, fazem com que nos apaixonemos por eles, fazem-nos chorar a rir, às gargalhadas, ou até de tristeza.
Porque os livros, os bons livros, escondem nas suas páginas tudo o que acontece na vida. E a vida é alegre como um arco-íris, mas também, por vezes, cinzenta como uma tempestade. E é extensa, extensa como um rio enorme, ou também, às vezes, curta como um espirro. Umas vezes, ruidosa; outras, silenciosa. E ocorrem muitas coisas boas, acontecem outras normais e, às vezes, umas poucas más. E essa é a vida que queremos que nos contem os livros. Tal e qual. Não queremos que nos ocultem factos, nem nos alterem personagens, nem nos maquilhem aventuras, nem nos suavizem medos, nem nos dissimulem amores, nem nos apaguem os palavrões.
Por isso, hoje, todas as crianças do mundo, vos pedimos que não calem, nem censurem, nem persigam, nem queimem, nem leiam com olhos de adultos enfadados os desenhos e as palavras dos nossos livros. Que as obras depuradas, perseguidas, destruídas ou queimadas já só sejam histórias do passado que só possamos ler nos livros. E que os lápis azuis dos censores já não calem mais palavras, e que agora pintem corações."



Sem comentários:

Publicar um comentário